Como se preparar para Fuvest?

Em 1976, a Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) foi criada a fim de garantir o ingresso na Universidade de São Paulo (USP). Antes disso, a admissão era feita por entidades autônomas formadas por docentes da USP e de outras instituições de ensino superior. 

Hoje, a Fuvest não é a única maneira de você atravessar as portas dessa universidade, há em média 2.000 vagas reservadas todos os anos para as quais podem concorrer estudantes de todo Brasil que prestarem o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e se inscreverem pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). 

Desse modo, começar um curso preparatório Enem e vestibular é muito importante se você tem o intuito de fazer uma boa revisão Fuvest primeira fase e, ao sair a sua aprovação, investir na revisão segunda fase Fuvest. Mas ainda está um pouco perdido sobre o que seria primeira ou segunda fase? Não sabe como direcionar os estudos para esse vestibular? 

Segue a leitura para resolver isso até o final deste texto! 

Como funciona a Fuvest? 

A Fuvest funciona de maneira semelhante a outros vestibulares que possuem primeira e segunda fases. E essa característica requer assimilação do candidato para que se prepare adequadamente.  

Para começo de conversa, você só fará a segunda fase caso seja classificado na primeira. Apesar disso, não significa que os estudos dessa etapa deverão se restringir ao período pós-divulgação dos aprovados. O seu planejamento para treinar necessita estar pronto logo depois de encerrada a primeira fase. Assim, quando sair o resultado, você terá se adiantado em sua revisão segunda fase Fuvest e ganhará mais confiança no dia da prova. 

Então, funciona assim: os concorrentes com as melhores classificações são pré-selecionados para a segunda fase. E as notas das duas fases serão utilizadas na classificação final junto a pontuação da prova de habilidades específicas quando o curso a exigir. Além disso, são aprovadas para o próximo nível as pessoas que estiverem entre os mais bem classificados. Essa lista será formada pelo número correspondente a 4 vezes o número de vagas do curso escolhido dentro da sua modalidade de concorrência. 

Importante evidenciar que quem obtiver menos de 30% de acertos na prova da primeira fase será eliminado. Isso significa que com menos de 27 questões corretas, o processo seletivo se encerrará para você.  

Depois de realizar a segunda fase, é aguardar a publicação dos aprovados e consultar o manual do candidato no site da Fuvest, nele haverá as informações sobre matrícula e as instruções complementares para que ela seja efetivada. Uma dica: se você não for convocado na primeira chamada, não desista, demonstre interesse na lista de espera para as próximas chamadas e fique atento para não perder os prazos. 

Agora que já entendeu um pouco mais sobre o funcionamento da Fuvest, quer saber como é a estrutura dessa prova em cada uma de suas fases? Vem com a gente! 

Como é organizada a prova da Fuvest? 

Antes de iniciar a sua revisão Fuvest, dominar a estrutura da prova é primordial. Além de se dividir em primeira e segunda fases, a prova da Fuvest estrutura cada etapa de maneira única. Portanto, é imprescindível estar atento às suas características. 

1ª fase 

No primeiro momento da Fuvest, temos uma avaliação com 90 questões objetivas de múltipla escolha com cinco itens cada, havendo apenas uma opção correta. Esse número é dividido nas áreas do conhecimento estudadas durante o ensino médio: 

  • Biologia; 
  • Química; 
  • Física; 
  • Matemática; 
  • Português; 
  • Inglês; 
  • História; 
  • Geografia. 

2ª fase 

Na segunda etapa, temos uma prova dividida em dois dias. No primeiro dia, há 10 questões discursivas de português (interpretação de texto, literatura e gramática) e uma redação, a pontuação é distribuída igualmente entre as perguntas e a produção de texto.  

No segundo dia, há 12 questões discursivas de áreas do conhecimento relacionadas ao curso escolhido por você. Para conhecer exatamente o que será cobrado, o manual do candidato deve ser consultado. Mas já podemos adiantar que as questões podem ser divididas em duas, três ou quatro disciplinas. Dessa forma, teremos: 

  • 2 disciplinas: 6 questões em cada;  
  • 3 disciplinas: 4 questões em cada; 
  • 4 disciplinas: 3 questões em cada. 

Além disso, os cursos que têm prova de habilidades específicas na segunda fase são: 

  • Artes Cênicas; 
  • Artes Visuais; 
  • Música. 

Bom, agora que você está entendendo o que é a Fuvest e a sua estrutura, pode estar se perguntando o que fazer para ser aprovado. Nesse caso, segue para a próxima seção que lá você encontrará o que precisa! 

O que é preciso para passar na Fuvest? 

Dependendo da opção de curso, você pode se deparar com uma grande concorrência, ou seja, um número alto de candidatos por vaga. Então, para vencer esse obstáculo, é essencial que você se destaque. Uma das opções é fazer a revisão Fuvest em um excelente curso preparatório para Enem e vestibular com intuito de alcançar o seu objetivo e praticar o que é imprescindível para passar. 

  1. Entender a importância da dedicação: fazer disso uma regra até a sua aprovação. Ninguém conquista o que deseja sem se dedicar.  
  2. Ler as obras obrigatórias: muita gente acha que basta ler um resumo ou assistir a um vídeo de algum professor falando sobre as obras. Isso é um equívoco, você até pode ler um resumo após a leitura integral, mas terá um aproveitamento melhor colocando em prática o item 1 ao executar essa tarefa. 
  3. Fazer simulados e redações: treino é tudo. Esse hábito trará mais segurança e, ainda, proporcionará domínio das características das questões e da redação Fuvest. 
  4. Elaborar um cronograma de estudos: planejamento mudará a sua relação com os estudos. Esse recurso ajudará a aumentar o seu foco e o aproveitamento do tempo que há para estudar. 
  5. Estudar o conteúdo delimitado no manual do candidato e atualidades: a Fuvest não pode cobrar aquilo que não foi publicado no manual. Isso quer dizer que não adianta você querer obter todo conhecimento existente para a prova, foque naquilo que de fato é necessário. 
  6. Manejar o tempo: isso você aprenderá colocando o item 3 em prática. Lembre-se que não adianta saber todo o conteúdo, mas não saber aplicar no período determinado. 
  7. Cuidar da saúde física e mental: todas as dicas só irão funcionar se você descansar e perceber os seus limites. Como colocar todos os seus planos em ação sem equilíbrio emocional e exausto? Não dê bobeira! 

Continue por aqui para mais dicas! 

Até mais! 

COMPARTILHE

MATÉRIAS RELACIONADAS

Como ingressar na USP?

A Universidade de São Paulo (USP) está em 2º lugar no ranking latino-americano do Times Higher Education (THE) de 2021, um dos principais indicadores de qualidade da educação superior no mundo.

Leia mais

Como usar a nota do Enem?

Com certeza, se você quer usar a sua nota do Enem 2021 para entrar em alguma universidade pública ou privada, precisa conhecer quais as suas opções após o resultado da prova.

Leia mais

Como se preparar para Fuvest?

Dependendo da opção de curso, você pode se deparar com uma grande concorrência. Então, para vencer esse obstáculo, é essencial que você se destaque.

Leia mais

5 dicas para fazer uma boa redação!

Você já parou para pensar o porquê de a redação em qualquer vestibular ser tão valorizada e, em muitos casos, possuir grande potencial para eliminar o candidato da disputa pela vaga dos sonhos?

Leia mais

Saiba como ir bem no ENEM!

O ENEM é uma das avaliações mais importantes do Brasil, por ser uma das principais formas de ingresso às universidades nacionais e uma das alternativas para instituições portuguesas

Leia mais

5 dicas para não reprovar no vestibular

Você sabia que desde 1911 que os exames para ingressar em universidades é obrigatório? A partir dessa mudança que as avaliações foram estruturadas e aperfeiçoadas a cada ano com o intuito de

Leia mais

Por que fazer curso pré-vestibular?

Para quem tem o objetivo de prestar vestibular com o intuito de ser aprovado em uma universidade na sua primeira opção de curso, ter disciplina e organização durante todo o processo de

Leia mais