Por que é tão difícil entrar em universidade pública?

No século XIX, as primeiras universidades foram instituídas no Brasil depois de um longo período da educação sob o monopólio dos Jesuítas. Antes disso, para fazer ensino superior, era necessário ir para Europa o que tornava o acesso a essa modalidade de ensino restrito às famílias com maior poder aquisitivo.  

Com a criação das faculdades públicas no Brasil, o ingresso passou a ser permitido a qualquer brasileiro que desejasse cursar ensino superior e fosse aprovado por meio de avaliações institucionais. Dessa forma, houve gradativamente aumento na concorrência, ou seja, há muito mais candidatos aptos para ingressar do que vagas disponíveis nas instituições. Logo, adentrar as portas de uma universidade pública se tornou algo mais difícil. Entretanto, foi essa mudança que tornou possível encontrarmos indivíduos com perfis tão diversos nas universidades públicas de São Paulo e de outros estados, o que nos leva a valorizar a democratização.  

Dessa forma, caso você esteja querendo saber formas de entrar na USP, como entrar na Unicamp ou em outra universidade pública, vamos ajudá-lo nisso. Acompanhe! 

Qual a diferença entre universidade pública e privada? 

faculdade pública surge no intuito de garantir um dos direitos fundamentais previstos na nossa Constituição: o acesso à educação. Assim, as instituições públicas — federais, estaduais ou municipais — são mantidas para oferecer uma educação gratuita e de qualidade a todos. 

No Brasil, temos boas referências que se destacaram pela qualidade de ensino e de pesquisa oferecidos em seu campus. Nesse sentido, há as universidades públicas de São Paulo que chamam atenção pela formação excelente que proporcionam, além de instrução para que os indivíduos se tornem verdadeiros cidadãos ao terminarem seus cursos. 

Já a faculdade particular não está ligada nem é patrocinada pelo governo. Isso significa que, por ser uma iniciativa privada, se torna necessário que os estudantes paguem mensalidade a fim de garantirem a manutenção da infraestrutura e dos recursos que são oferecidos.  

Apesar desse distanciamento da esfera governamental, há incentivos e fiscalização realizados pelo governo com o intuito de atestar que a instituição privada ofereça um ensino de qualidade que respeite os requisitos básicos exigidos por lei. Por esse motivo, apenas cursos certificados pelo Ministério da Educação (MEC) emitem diplomas válidos em território nacional. Portanto, na hora de escolher uma faculdade, é importante estar atento a isso. 

Agora que você já compreende a diferença entre universidade pública e privada, que tal descobrir as vantagens que existem no ensino superior público? 

Vantagens de estudar em faculdade pública 

Talvez você faça parte do grupo que se questiona sobre valer a pena encarar tantos desafios para estudar em uma faculdade pública. Caso essa seja a sua situação, veja cinco vantagens de fazer sua graduação nesse tipo de instituição: 

  1. Gratuidade - com os valores em boas faculdades privadas aumentando, fazer a graduação sem pagar mensalidade é um dos principais benefícios ao optar pelo ensino público. 
  2. Mais investimento em pesquisa - as universidades públicas oferecem mais estrutura e investimento para que o estudante que quer realizar pesquisas se mantenha na vida acadêmica durante a graduação com projetos de extensão e ao terminá-la oferecendo vagas e bolsas de estudos para mestrado e doutorado.
  3. Qualidade do ensino - muitas instituições públicas dominam o ranking das melhores universidades por ser comprovado o ensino excepcional que oferecem.
  4. Maior reconhecimento por algumas empresas - há empresas que acreditam que aqueles profissionais formados em faculdades públicas são mais qualificados e isso pode abrir muitas portas do mercado de trabalho.
  5. Professores qualificados - como os docentes geralmente são contratados por meio de concurso e há uma grande exigência em sua qualificação, alguns processos seletivos aprovam apenas aqueles candidatos com doutorado ou pós-doutorado, os professores costumam ensinar com muita excelência. 

Sabendo de todas essas qualidades, com certeza, já está querendo aproveitar tudo isso no período em que estiver graduando. Bom, apenas se lembre que, assim como você, outras pessoas reconhecem o valor de uma universidade pública. Desse modo, voltamos a uma questão: a concorrência. Isso porque com tantos candidatos interessados, a prova foi ficando cada vez mais difícil com o intuito de selecionar os vestibulandos mais bem preparados para formar o quadro de alunos a cada ano. 

Então, só está faltando você saber as formas de entrar na USP ou em outra universidade pública de sua escolha. Vamos lá!? 

Como faço para entrar em uma universidade pública? 

O modo mais tradicional de ingressar em faculdades públicas é por meio de vestibular. A maioria das instituições seguem esse formato, em que se avalia todo conteúdo aprendido ao longo do ensino médio, muitas vezes, em duas fases. Também, existe o Enem que atualmente é a modalidade mais utilizada pelas universidades, podemos dizer que o mesmo conteúdo cobrado na prova convencional é exigido nesse exame. 

Além dessas duas modalidades mais conhecidas, há o processo de avaliação seriada. Poucas faculdades públicas ainda utilizam esse método, ele funciona a partir da aplicação de três avaliações ao final de cada ano do ensino médio. Assim, o candidato se concentra nos assuntos abordados apenas no ano que está cursando na escola. 

Nas universidades públicas de São Paulo, costuma-se aplicar o vestibular convencional e algumas, como a USP e a Unicamp, também reservam vagas para serem ocupadas usando a nota conquistada no Enem. Para detalhes de como entrar na Unicamp, acesse o site Comvest, mas se o seu maior interesse for entender as formas de entrar na USP, consulte a página da Fuvest

Um outro aspecto importante, é verificar se a sua escolha de curso não exige teste de habilidade específica. Dessa forma, você estará preparado para ir em busca de realizar com segurança a sua jornada rumo a aprovação em uma universidade. 

Até mais! 

COMPARTILHE

MATÉRIAS RELACIONADAS

Como ingressar na USP?

A Universidade de São Paulo (USP) está em 2º lugar no ranking latino-americano do Times Higher Education (THE) de 2021, um dos principais indicadores de qualidade da educação superior no mundo.

Leia mais

Como usar a nota do Enem?

Com certeza, se você quer usar a sua nota do Enem 2021 para entrar em alguma universidade pública ou privada, precisa conhecer quais as suas opções após o resultado da prova.

Leia mais

Como se preparar para Fuvest?

Dependendo da opção de curso, você pode se deparar com uma grande concorrência. Então, para vencer esse obstáculo, é essencial que você se destaque.

Leia mais

5 dicas para fazer uma boa redação!

Você já parou para pensar o porquê de a redação em qualquer vestibular ser tão valorizada e, em muitos casos, possuir grande potencial para eliminar o candidato da disputa pela vaga dos sonhos?

Leia mais

Saiba como ir bem no ENEM!

O ENEM é uma das avaliações mais importantes do Brasil, por ser uma das principais formas de ingresso às universidades nacionais e uma das alternativas para instituições portuguesas

Leia mais

5 dicas para não reprovar no vestibular

Você sabia que desde 1911 que os exames para ingressar em universidades é obrigatório? A partir dessa mudança que as avaliações foram estruturadas e aperfeiçoadas a cada ano com o intuito de

Leia mais

Por que fazer curso pré-vestibular?

Para quem tem o objetivo de prestar vestibular com o intuito de ser aprovado em uma universidade na sua primeira opção de curso, ter disciplina e organização durante todo o processo de

Leia mais