4 dicas para desenvolver a autoconfiança no vestibular - Curso Anglo

4 dicas para desenvolver a autoconfiança no vestibular

Postado 22 de junho de 2022

A confiança em si mesmo, ou autoconfiança, é um importante atributo para ser bem-sucedido em qualquer aspecto da vida. Durante o período pré-vestibular, os estudantes se deparam com o sentimento de insegurança e de incapacidade, seja por medo de fracassar seja por ter de enfrentar situações novas e desafiadoras. Esses sentimentos são muito comuns entre os estudantes que estão passando por essa fase, sobretudo devido a uma rotina de estudo intensa, mas é possível e necessário superá-los, de modo a desenvolver a autoconfiança no vestibular para conseguir a tão sonhada aprovação. 

 

Não basta estar preparado: a autoconfiança advinda de uma boa percepção sobre si mesmo também é um fator decisivo para o sucesso nas provas. Muito provavelmente você conhece algum caso de um estudante muito bem preparado, que sempre obteve excelentes notas nos simulados, mas não foi aprovado no vestibular por conta de aspectos emocionais como nervosismo e ansiedade. Essas situações acontecem com bastante frequência porque a importância da autoconfiança, muitas vezes, é negligenciada por muitos estudantes.  

 

É possível afirmar, portanto, que a autoconfiança é tão importante quanto o conteúdo das disciplinas na hora de fazer uma prova. Quanto maior ela for, mais sossegado você estará para fazer o vestibular e não se abalará com a pressão durante os exames. 

 

Quer saber como desenvolver a autoconfiança no vestibular para se dar bem nas provas? Acompanhe as dicas que preparamos para você! 

 

 

Motivação e confiança podem trazer resultado na hora da prova? 

Você conhece alguém bem-sucedido que não confia em si mesmo? É muito provável que não. A autoconfiança é fundamental para que as pessoas tomem o controle da própria vida e consigam enfrentar desafios sem medo do fracasso. Pessoas bem-sucedidas são, necessariamente, autoconfiantes e persistentes. Ninguém está imune a falhas, mas a forma como pessoas autoconfiantes reagem diante de fracassos pode definir o sucesso. Assim, quem crê e confia em si próprio tem mais chances de obter resultados positivos nas mais diversas áreas. A autoestima é a base da autoconfiança. Pessoas que se veem de uma forma positiva tendem a ser mais motivadas a enfrentar desafios. A autoconfiança no vestibular não é diferente: aqueles estudantes que demonstram uma percepção positiva a respeito de si mesmos são mais consistentes e mantêm uma rotina de estudo constante e não desanimam diante das falhas. Além disso, esses estudantes focam em estudar as matérias, em organizar horários de estudo e outras atitudes práticas que os conduzirão ao sucesso, e não em pensamentos negativos sobre si mesmos ou comparações com seus concorrentes.  

Nesse sentido, se você tem dificuldade para manter uma rotina de estudo, não se sente motivado a estudar ou desanima fácil por se achar inferior aos outros concorrentes, saiba que pode desenvolver a autoconfiança, de modo a transformar esses obstáculos em degraus que vão ajudá-lo a passar para um nível mais alto em sua jornada como estudante e profissional. Estar preparado para uma prova, portanto, não é suficiente. É preciso que você mantenha uma atitude positiva a respeito de si mesmo nesse momento tão importante, de modo a não sabotar todo o esforço desempenhado ao longo de sua trajetória de estudos.  

Para o ajudar, elencamos 4 dicas fundamentais para você colocar em prática e desenvolver a autoconfiança. Continue a leitura e não deixe para amanhã o aumento no seu desempenho! 

4 dicas para desenvolver a autoconfiança no vestibular

Agora que você já sabe sobre a importância de desenvolver a autoconfiança e como ela pode ser decisiva durante os exames, pegue papel e caneta e anote como você pode desenvolver autoconfiança no vestibular na prática. 

 

 

  1. Prepare-se adequadamente e seja organizado: estar bem preparado para as provas pode parecer uma dica bem óbvia. Todos sabemos a importância de estudar os conteúdos das apostilas e acompanhar atentamente às aulas, mas é importante que você vá além disso. Ao estudar, não se prenda unicamente ao conteúdo dos livros didáticos e aulas. Reserve um horário em sua rotina de estudo para ler notícias em jornais e sempre busque fontes confiáveis de informação. Ao fazer isso, você expandirá seus conhecimentos sobre atualidades, exercitará seu pensamento crítico e também pode se surpreender com o aprendizado advindo de suas próprias pesquisas. Para isso, basta organizar horários de estudo em que você focará nas atividades da escola/cursinho e as horas em que adquirirá conhecimento por meio de leituras, podcasts e jornais, dentre outros veículos. 
  2. Foque em aspectos positivos a respeito de si mesmo: é bastante curioso o quanto podemos ser críticos sobre nós mesmos e só nos atentarmos para nossas falhas e pontos fracos. Ainda que seja extremamente importante que saibamos quais são essas falhas, não podemos deixar que elas nos definam, ou que se sobressaiam às nossas qualidades. Lembre-se de tudo o que você fez e do quanto se dedicou e construiu ao longo de sua trajetória escolar. Certamente você tem muito do que se orgulhar! 
  3. Tenha iniciativa: seja uma pessoa que age ativamente, e não o tipo de pessoa que espera que as pessoas sempre façam algo por você. Pesquise informações sobre o vestibular, leia o edital das instituições de ensino em que você pretende estudar, faça perguntas aos professores durante as aulas, aprenda a organizar horários de estudo. Ao fazer isso, você se perceberá como alguém útil e bem-preparado para qualquer situação. Além disso, ao tomar iniciativa, você desenvolverá um hábito que o transformará em um indivíduo autônomo, que toma decisões e detém o controle da própria vida.  
  4. Saiba lidar com o fracasso: ninguém é infalível e todos fracassam em algum momento da vida. Por isso, estar bem preparado para lidar com as situações frustrantes e saber utilizar as falhas como oportunidades para o aprendizado é fundamental. Ao direcionar seus esforços para entender como melhorar a partir de falhas, você não só tirará de foco o aspecto negativo de falhar como aprenderá a aprimorar a si mesmo a partir daquilo que não saiu como esperado. 

 

Esperamos que esse texto tenha o ajudado a entender como desenvolver autoconfiança no vestibular e que você possa aprender a confiar em si mesmo.  

 

Até mais! 

Assine nossa newsletter

Newsletter